A Revista

Veredas (ISSN 0874-51021 | e-ISSN 2183-816X, edição eletrónica2) é a revista da Associação Internacional de Lusitanistas. Trata-se de uma publicação científica internacionalmene reconhecida, e, como tal, a sua missão é a divulgação dos resultados investigadores vinculados ao Estudos Lusófonos em sentido alargado.

Diretora: Raquel Bello Vázquez (Centro Universitário Ritter dos Reis, Brasil)

Conselho Redatorial: Cândido Oliveira Martins (Universidade Católica Portuguesa, Portugal), Maria Aldina Bessa Ferreira Rodrigues Marques (Universidade do Minho, Portugal), Teresa Pinheiro (Technische Universität Chemnitz, Alemanha)

Conselho Científico: Andrés Pociña López (Universidade de Extremadura, Espanha), Anna Maria Kalewska (Universidade de Varsóvia, Polónia), Antonio Augusto Nery (Universidade Federal do Paraná, Brasil), Axel Schönberger (Universidade de Bremen, Alemanha), Benjamin Abdala Junior (Universidade de São Paulo, Brasil), Carlos Ascenso André (Instituto Politécnico de Macau, Macau), Carmen Villarino Pardo (Universidade de Santiago de Compostela, Galiza), Clara Rowland (Universidade de Lisboa, Portugal), Cláudia Pazos-Alonso (Universidade de Oxford, Reino Unido), Cristina Robalo Cordeiro (Universidade de Coimbra, Portugal), Elias J. Feijó Torres (Universidade de Santiago de Compostela, Galiza), Ettore Finazzi-Agrò (Universidade de Roma «La Sapienza», Itália), Helder Macedo (King's College London, Reino Unido), Helena Rebelo (Universidade da Madeira, Portugal), Isabel Pires de Lima (Universidade do Porto, Portugal), Juracy Assman Saraiva (Universidade Feevale, Brasil), Laura Cavalcante Padilha (Universidade Federal Fluminense, Brasil), Manuel Brito-Semedo (Universidade de Cabo Verde, Cabo Verde), Manuel Ferro (Universidade de Coimbra, Portugal), Maria Luísa Malato Borralho (Universidade do Porto, Portugal), Natalia Czopek (Universidade Jaguelónica de Cracóvia, Polónia), Onésimo Teotónio de Almeida (Universidade de Brown, Estados Unidos), Pál Ferenc (Universidade ELTE, Hungria), Petar Petrov (Universidade do Algarve, Portugal), Regina Zilberman (Universidade Federal de Rio Grande do Sul, Brasil), Rejane Pivetta de Oliveira (Centro Universitário Ritter dos Reis, Brasil), Roberto Samartim (Universidade da Corunha, Galiza), Roberto Vecchi (Universidade de Bolonha, Itália), Roger Friedlein (Ruhr-Universität Bochum, Alemanha), Sebastião Tavares Pinho (Universidade de Coimbra, Portugal), Sérgio Nazar David (Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil), Teresa Cristina Cerdeira da Silva (Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil), Thomas Earle (Universidade de Oxford, Reino Unido), Ulisses Infante (Universidade Estadual Paulista, Brasil), Vera Lucia de Oliveira (Università degli Studi di Perugia, Itália), Vincenzo Russo (Universidade de Milão, Itália).

1 As primeiras edições da Veredas (vol. 1 a 4 [1998-2001]) foram integralmente patrocinadas pela Fundação Eng. António de Almeida (Porto).
2 A impressão da revista foi descontinuada a partir do volume 11.

Indicações para autoras/autores

A revista Veredas é publicada duas vezes por ano (junho e dezembro). A redação aceita originais relacionados com qualquer aspeto da língua e das culturas lusófonas, especialmente aqueles que adoptarem uma perspectiva inovadora e interdisciplinar. Os artigos deverão ser escritos em português, seguindo, preferentemente, o acordo ortográfico, e não terão uma extensão maior de 8 000 palavras, incluindo a relação de referências citadas, um resumo de 300 palavras em inglês e português, um mínimo de quatro e um máximo de sete palavras chave significativas, e uma breve nota biográfica do/a autor/a.

Todos os trabalhos deverão ser originais e não estar sendo submetidos a revisão em qualquer outra publicação científica.

Veredas publica fundamentalmente artigos de investigação, que deverão cumprir com os requisitos geralmente admitidos no âmbito científico quanto a estrutura e conteúdos. Serão também aceites recensões ou estados da questão que digam respeito ao campo científico abrangido pela temática da revista. Estes trabalhos não terão a consideração de artigos, não excederão as 2 500 palavras, e focarão os aspetos científicos mais relevantes do texto ou textos analisados.

A revista Veredas rege-se pelo estilo de citação da ABNT ou a NP-405.

Os trabalhos serão enviados exclusivamente através da plataforma eletrónica OJS acessível em http://veredas.lusitanistasail.org/.

Todos os trabalhos enviados serão submetidos a avaliação por pares pelo sistema de “ocultação dupla”, pelo qual nenhuma referência ao nome do/a autor/a será admitida no texto, além das citações de publicações próprias.

Acabada a avaliação dos trabalhos, os/as autores/as receberão um Relatório de Avaliação. Este poderá incluir recomendações de alterações que deverão ser efetuadas para a publicação do artigo. Igualmente, a redação da revista Veredas poderá realizar as correções tipográficas, gramaticais ou de estilo necessárias para a publicação.

A submissão de trabalhos à revista Veredas supõe a aceitação destas Normas.

Antes de submeter o seu trabalho verifique:

  •  O arquivo está num dos formatos indicados (.doc/.odt).
  •  O texto não excede as 8 000 palavras.
  •  O artigo contém toda a bibliografia citada sob a epígrafe REFERÊNCIAS.
  •  O artigo contém um RESUMO (em português) e um ABSTRACT (em inglês).
  •  O artigo contém entre 4 e 7 palavras chave significativas.
  •  O texto do artigo não está identificado com o seu nome.
  •  O envio inclui um arquivo separado com um breve currículo, assim como indicação do seu nome e instituição.
  •  O envio inclui a declaração de autoria e originalidade.

Acesso aos conteúdos da Veredas

O acesso aos dois volumes mais recentes da revista Veredas é reservado para assinantes da Associação Internacional de Lusitanistas. Depois de um ano da sua publicação passam a ser de livre acesso.

A revista está em processo de migração para um novo sistema de editoração em linha (OJS). Todos os números estarão brevemente disponíveis no endereço: http://veredas.lusitanistasail.org/.

Todos os números em livre acesso podem também ser consultados através da biblioteca digital de publicações periódicas UC Impactum, da Universidade de Coimbra.